Blog

  • Julio Cesar França Franco

PRECE DE UM MESTRE EGÍPCIO

"

Ó Deus, quase nunca presto atenção as vozes dos animais, ao ruído das árvores, ao murmúrio das águas, ao gorjeio dos pássaros, ao zunido do vento ou ao estrondo do trovão .

Mas, quando meu ouvido está atento, percebo neles um testemunho à Tua unidade; sinto que Tu és o Supremo poder, a onisciência, a suprema sabedoria, a suprema justiça.

Ó Deus, reconheço-Te na Tua obra e nos Teus atos. Consente, ó Deus, que Tua satisfação seja a minha satisfação. Que eu seja a Tua alegria, aquela alegria que um Pai sente por um filho. E que eu me lembre de Ti com tranquilidade e determinação.”

40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DA CALMA