Blog

  • Julio Cesar França Franco

A CONSCIÊNCIA

O homem apresenta,grosso modo, três momentos: a consciência, a subconsciência e a hiper consciência. Esses momentos podem receber outras nomenclaturas; usam-se os mais comuns, uma vez que pouco importa a definição, mas a compreensão exata.

Diz-se consciência, a sala dos passos perdidos; subconsciência, o átrio e hiper consciência, o templo. Assim, a consciência do maçom será a manifestação externa de seu ser; a subconsciência, o homem íntimo, o que afine com o coração, a hiper consciência

, é a sua parte divina, mística, esotérica, enfim, seu templo interior.

Com essa simples divisão, compreenderemos a diferença entre ego e eu.

Alexis Carrel é autor de um livro magnífico: O homem, esse desconhecido._

O homem viaja pelo Cosmos exterior e vislumbra o infinito, porém tem dificuldade para incursionar dentro de si mesmo, onde poderá encontrar tanto infinito como jamais pensou que possa existir.

A busca é uma experiência particular de cada maçom que, através da meditação, pode "adentrar-se" e "descobrir-se", mesmo que alcance apenas o umbral.

Cada um de nós deve encetar essa busca o quanto antes.

Hoje mesmo.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo